Tensões contemporâneas da guerra do Peloponeso 

Agata Poliany Abreu – 2° semestre 

Why it is still important to study the Peloponnesian War in International  Relations - Modern Diplomacy

As guerras sempre foram utilizadas como forma de simbolizar poder, antigamente com foco territorial, hodiernamente para expansão bélica e tecnológica, demonstrando domínio sobre certo aspecto. Nessa perspectiva, analisa-se as tensões contemporâneas e suas inspirações relacionando-as com a guerra do Peloponeso e suas manifestações.

A guerra do Peloponeso durou 27 anos e nela é demonstrada principalmente uma busca por hegemonia. Contudo, o que ela traz de mais surpreendente é o fato de ter sido registrada por Tucídides de forma realista e com detalhes, tornando-a de grande importância.

Enquanto Atenas lutava pela continuação de seu poder, Esparta buscava preservação e influência sobre aquele território (CASTRO; BARBATO, 2019). Por isso, segundo Tucídides, a guerra era inevitável, pois ambos desejavam o poder e a influência, e o outro não aceitaria a derrota, promovendo um conflito de interesses.   

Durante o conflito ambos os lados promoviam alianças para que assim, além de se tornar mais forte, pudessem se proteger dos inimigos em questão.  A guerra do Peloponeso dá vida a ideia de guerra de poder e pelo poder, dando sentido a toda uma nova forma de analisar e promover estratégias. Sendo estudada em questões relacionadas a conflitos, e tendo sempre uma grande relevância, seja em planejamentos políticos ou por meio de inspirações para posicionamentos e condutas.

Observa-se, a partir da análise de Tucídides, traços do paradigma realista na Guerra do Peloponeso, com foco voltado para a segurança do estado. Observa-se os estados como movimentadores das circunstâncias, sempre mensurando o melhor para si e para o mantimento de sua segurança enquanto ator na arena internacional, buscando sua manutenção, ainda mais visto que o conflito é algo inerente ao sistema internacional, portanto, os estados devem estar sempre precavidos.

Hodiernamente, observa-se uma relação semelhante na interação entre Estados Unidos e China. Dois estados de grande representatividade no cenário internacional, Estados Unidos que possui grande domínio das influências e com a pretensão de seguir com sua hegemonia, e China com sua crescente aparição e participação nas relações internacionais.  Tornando a China, uma grande ameaça para os Estados Unidos, principalmente em um conflito econômico e tecnológico.

Evidentemente, no passado as guerras se davam de forma agressiva no sentido de batalhas, já nos dias atuais ocorre por meios menos diretos em sua maioria, seja por influências ou discursos proferidos.

Por fim, observa-se que Tucídides, como um bom clássico, se faz ainda atual nas relações de conflito do sistema internacional. Servindo, até mesmo, de conselheiro em certas ocasiões. Por isso, apesar de Tucídides não ser um autor de Relações Internacionais, ele é considerado um teórico de Relações Internacionais, traçando grandes colaborações para a área. Sua obra concede uma visão clara dos jogos de poder existentes em um conflito, gerando reflexões acerca de alianças e influências dentro da arena internacional e seus potencializadores.

REFERÊNCIAS: 

Tucídides; História da Guerra do Peloponeso; Prefácio de Hélio

CASTRO, Estefany Amorim Viana de; BARBATO, Luis Fernando Tosta. A logística militar na Grécia antiga: Um estudo da obra de Tucídides. Rev. Eletrônica Discente História.com, v. 6, n. 11, p. 03-23, 2019. 

GOMES, G. Santa Clara. A Política Externa e a diplomacia numa estratégia nacional.

PIRES, Francisco Muraris. O General Marshall em Princeton, Tucídides na Guerra Fria. São Paulo. n. 2, 2009.

SOUSA, Michael. Armadilha de Tucídides: um iminente conflito EUA-China? 2019. Disponível em: Armadilha de Tucídides: um iminente conflito EUA-China? | Terraço Econômico (terracoeconomico.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s