EUA e Taliban assinam acordo para retirar tropas americanas do Afeganistão

No dia 29 de fevereiro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o vice-líder talibã Mullah Baradar participaram de uma cerimônia de assinatura, em Doha, sobre o  acordo para retirada tropas americanas do Afeganistão. O acordo foi assinado pelo enviado de paz dos EUA, Zalmay Khalilzad, porém esta foi a primeira vez que um membro do gabinete dos EUA se encontrou com membros da insurgência.

Para ler a notícia completa, acesse: https://www.theguardian.com/world/2020/feb/29/us-taliban-sign-peace-agreement-afghanistan-war

O novo presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, durante a posse.

Com presença de Bolsonaro, Lacalle Pou toma posse e sela o fim de 15 anos de era esquerdista no Uruguai

Depois de 15 anos ininterruptos do poder de viés esquerdista, Luis Lacalle Pou tomou posse como novo presidente do Uruguai, representando uma coalizão de direita. O novo presidente pretende implementar reformas profundas na área econômica e de combate  à criminalidade. Diversos convidados estrangeiros participaram de seu discurso no Parlamento, dentre eles estão o rei da Espanha e os presidentes do Brasil, Paraguai, Chile, Colômbia e Bolívia, entre outros.  

Veja a  notícia completa em: https://brasil.elpais.com/internacional/2020-03-02/com-presenca-de-bolsonaro-lacalle-pou-toma-posse-e-sela-o-fim-de-15-anos-de-governos-esquerdistas-no-uruguai.html

Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu waves to supporters at his Likud party's election headquarters on 3 March 2020

Eleição de Israel: Netanyahu procura desertores após não conseguir maioria

Com 99% dos votos contados, o partido Likud do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu estava a caminho de conquistar 36 cadeiras, e os partidos de direita e religiosos, outras 22. Netanyahu busca um quinto mandato recorde, ocupado de 1996 a 1999 e novamente a partir de 2009. Contudo, parece que a coalizão de direita do primeiro-ministro de Israel não obteve uma maioria parlamentar nas eleições gerais de segunda-feira (02). Isso os deixaria três a menos que a maioria no Knesset de 120 assentos.

Para acompanhar a notícia na íntegra, acesse: https://www.bbc.com/news/world-middle-east-51734745

Brasil retira diplomatas e funcionários de sua sede na Venezuela

Na quinta-feira (05), o governo do presidente Jair Bolsonaro anunciou a retirada de diplomatas e de funcionários da embaixada e consulado em Caracas, do consulado da Ciudad de Guayana e do vice-consulado em Santa Elena do Uairén.De acordo com a Folha de São Paulo, a medida foi acompanhada de uma notificação ao governo Maduro, descrita como uma “ditadura” por Bolsonaro, para que seus representantes diplomáticos deixassem o Brasil.

Para ler a notícia completa, acesse: https://www.clarin.com/mundo/brasil-retira-diplomaticos-funcionarios-sedes-venezuela_0_S7xYQBfs.html

Javier Perez de Cuellar, en janvier 2007, à San Salvador.

Javier Perez de Cuellar, ex-Secretário Geral da ONU, morreu aos 100 anos

Javier Perez de Cuellar, diplomata peruano e secretário-geral da ONU entre 1982 e 1991, morreu na quarta-feira (04) em Lima aos 100 anos. O ex-diplomata recebeu homenagens na sexta-feira na sede do Ministério das Relações Exteriores do Peru. Javier Perez de Cuellar nasceu em Lima no ano de em 1920 e foi o quinto secretário-geral das Nações Unidas, tendo completado 100 anos em 19 de janeiro.

Veja a notícia completa, em: https://www.lemonde.fr/international/article/2020/03/05/javier-perez-de-cuellar-l-ex-secretaire-general-de-l-onu-est-mort-a-100-ans_6031876_3210.html

Ex-vice-presidente americano Joe Biden

Joe Biden, favorito inesperado entre os democratas

Um resultado inesperado da Superterça colocou o ex-vice-presidente Joe Biden  praticamente direcionado ao destino da candidatura do democrata à Casa Branca. Até pouco tempo, Bernie Sanders era o candidato do Partido Democratas considerado mais promissor. Teoricamente a deputada Tulsi Gabbard ainda mantém viva sua candidatura, mas tudo indica que a corrida das primárias dos democratas americanos se decidirá entre Bernie Sanders e Joe Biden.

Para acompanhar a notícia na íntegra, acesse https://www.dw.com/pt-br/joe-biden-favorito-inesperado-entre-os-democratas/a-52666822

Putin News Conference- - MOSCOW, RUSSIA - MARCH 5: President of Turkey Recep Tayyip Erdogan (L) and President of Russia Vladimir Putin (R) shake hands after their joint news conference following their

Erdogan e Putin anunciam cessar-fogo em Idlib após reunião em Moscou

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente da Rússia Vladimir Putin anunciam cessar-fogo em Idlib após reunião em Moscou. O cessar-fogo entrou em vigor na meia noite da quinta feira (05) em Idlib, em meio a relatos de nova violência entre tropas turcas e sírias. Putin disse que a Rússia nem sempre concorda com seus parceiros turcos, mas acredita que o acordo pode dar suporte para pôr fim aos combates a fim de conter uma crescente crise humanitária que causa sofrimento à população civil.

Para ler a notícia completa, acesse: https://www.aljazeera.com/news/2020/03/erdogan-putin-announce-idlib-ceasefire-moscow-meeting-200305172818996.html

Les anciens présidents brésiliens Luiz Inacio Lula da Silva et Dilma Rousseff, à Paris, le 2 mars 2020.

Lula: “O remédio contra Bolsonaro é mais democracia no Brasil”

Quatro meses após Luiz Inácio Lula da Silva, ter deixado sua cela em Curitiba, o ex-presidente afirma estar confiante nos seis processos judiciais que ainda estão em andamento contra ele.

Em entrevista ao Le Monde, o líder da esquerda brasileira opina sobre o atual governo do Presidente Jair Bolsonaro. Acredita que o  Brasil está passando por um momento difícil e que a democracia encontra-se em perigo real.  Lula crê que Bolsonaro pretende estabelecer um regime autoritário e é por isso que ele provoca o Congresso Nacional.

Veja a notícia completa, em: https://www.lemonde.fr/international/article/2020/03/06/bresil-pour-lula-le-remede-contre-bolsonaro-est-davantage-de-democratie_6032097_3210.html