FMI-1280x640.jpg

Luíz Orlando – Acadêmico do 5° Semestre de Relações internacionais da UNAMA

Joseph Nye é um dos autores mais influentes na academia de relações internacionais, o americano é um dos precursores do liberalismo nas relações internacionais. Interdependência, segundo Nye, refere-se a situações nos quais os acontecimentos em diferentes partes de um sistema afetam-se mutualmente, ou seja, uma dependência mútua. Nesse sentido, grandes eventos podem ter reverberações em todo o planeta, independentemente da localização geográfica do mesmo.

Joseph vai além e explica os custos da interdependência, que envolvem a sensibilidade e vulnerabilidade, vulnerabilidade diz respeito ao esforço utilizado para frear os efeitos da interdependência, sensibilidade refere-se ao quanto o pais pode ser afetado pelas consequências da mesma. É importante ressaltar que tanto a sensibilidade e vulnerabilidade podem ter graus distintos, e portanto não dependem uma da outra.

Seguindo essa lógica, O Fundo Monetário Internacional é uma organização internacional, atualmente com 188 países membros, que resultou da Conferência de Bretton Woods em 1944, criada no final da segunda guerra mundial, inicialmente o objetivo era reconstruir o sistema monetário internacional no período pós-segunda guerra mundial e dos impactos ainda danosos da crise de 1929.

A atuação do FMI se dá da seguinte forma: O FMI monitora o sistema monetário internacional e as políticas econômicas e financeiras dos seus países-membros, dessa forma a organização internacional mostra os riscos econômicos de um país e aconselha sobre medidas a serem tomadas, além disso, fornece empréstimos aos países-membros que enfrentam problemas em suas economias, esses empréstimos tem a tentativa de ajudar países em crise, com a prerrogativa do país solicitante efetuar medidas econômicas que induzam o crescimento econômico, e por fim fornece capacitação técnica aos interessados, na tentativa de divulgar medidas de prevenção a crises.

A criação do Fundo Monetário internacional está totalmente ligada com os eventos anteriores a Bretton Woods, a crise de 1929 afetou uma série de países e desestabilizou a economia, principalmente dos países em desenvolvimento, visto que anteriormente os Estados Unidos dava início ao seu protagonismo no sistema internacional, posteriormente a segunda guerra mundial colocou os países europeus e mais ricos em situação delicada economicamente, endividados com o custo da guerra e com uma série de questões políticas domésticas a serem resolvidas.

Ou seja, a interdependência complexa mostrava seus efeitos e foi primordial na concepção do FMI, visto que países pouco influentes na política mundial naquela época possuíam um grau elevado de sensibilidade e vulnerabilidade a interdependência complexa, portanto, eram muito suscetíveis a mudanças e tinham um custo elevado para lidar com as reverberações.

REFERÊNCIAS
The IMF at a Glance. IMF.org, 2019. Disponível
em:<https://www.imf.org/en/About/Factsheets/IMF-at-a-Glance&gt;. Acesso em: 22 dez 2019

NYE, Joseph. Cooperação e conflito nas relações internacionais: uma leitura essencial para entender as principais questões de política no mundo. 1 edição. São Paulo: Editora Gente, 2008

SARFATI, Gilberto. Teorias de Relações Internacionais.1 edição. São Paulo: Saraiva, 2005.