Ontem ocorreu o primeiro dia da SIONU 2019 – Guerra Fria e os Anos dos Medos, com a exibição de Simpósios e de Palestras que expuseram as reverberações e as problemáticas que a temática apresentou e continua apresentando no cenário atual.
A apresentação dos Simpósios contou com a exposição dos trabalhos realizados pelos acadêmicos de Relações Internacionais da UNAMA e da UEPA, com os seguintes temas:
– Brasil-Estados Unidos: Perspectivas de Alinhamento na Guerra Fria por Laryssa Pereira e Jovana Leão
– O papel dos Agentes Subnacionais e a Paradiplomacia: O Pará e a Agenda Global de Desenvolvimento Sustentável por Rodrigo Lopes; Rhennan Cadeira e Danielle Silva.
– A influência da Guerra Fria na construção da Identidade Cultural Brasileira por Maria Eduarda Frota.
– A influência dos Estados Unidos na Ditadura Militar no Chile durante a Guerra Fria por Pablo Gomes.
– Ameaça comunista no Brasil: as origens do legado da ameaça vermelha propagada durante a guerra fria no Brasil por Anna Matos Mathis.
– Um estudo pós- colonial da África do Sul no contexto da guerra fria por Gabrielle Lima e Izabella Colino.
Posteriormente, houve um debate a cerca do tema “Guerra Fria: perspectivas da História e das Relações Internacionais”. O debate foi ministrado pelos docentes convidados: Doutora Maíra Oliveira Maia, Mestre Brenda Thainá Cardoso de Castro e Doutor Mário Tito Barros Almeida . As discursões possuíam o intuito de contribuir com informações e argumentos condizentes com a proposição e com disposição estabelecida nos demais dias do evento , dessa forma , auxiliando os acadêmicos para o melhor desempenho dos mesmos no decorrer da simulação.