e1

Oposição denuncia Brasil na ONU por torturas no Pará às vésperas da eleição do Conselho de Direitos Humanos

           10 deputados federais da bancada do PSOL na Câmara assinaram uma carta denunciando o Governo Jair Bolsonaro nas Nações Unidas pelo escândalo de torturas em presídios do Pará. Os parlamentares se baseiam na ação de improbidade administrativa assinada por 17 dos 28 procuradores do Ministério Público Federal que atuam no Estado. E pedem que as autoridades da ONU tratem a questão com urgência e se pronunciem oficialmente, tendo em vista a gravidade do tema.

Para ler a notícia completa, acesse: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/10/16/politica/1571225004_739713.html

e2

Venezuela wins seat on U.N. rights council despite U.S. opposition

Venezuela ganha assento no conselho de direitos humanos da ONU, apesar da oposição dos EUA

              A Venezuela foi eleita para o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas com 105 votos, apesar do lobby feroz dos Estados Unidos e dos grupos de direitos humanos e da entrada tardia da Costa Rica como competição. Em uma votação secreta da Assembleia Geral da ONU, com 193 membros, a Costa Rica obteve 96 votos, apesar de apenas entrar na corrida este mês. O Brasil foi reeleito para um segundo mandato de três anos com 153 votos. Os membros podem servir apenas dois mandatos consecutivos.

Acompanhe a notícia completa, em: https://reut.rs/2MUBten

e3

América Latina vive mês-chave nas urnas

             Outubro é um mês-chave na América do Sul. Sete dias agitados em que Uruguai, Argentina e Bolívia realizam eleições presidenciais. Hoje, a Bolívia escolhe quem governa o país até 2025. A oposição denuncia que a candidatura de Morales é ilegal, já que a Constituição proíbe que um presidente concorra a um quarto mandato consecutivo. O super domingo será em 27 de outubro, quando votam Uruguai e Argentina.

Veja a notícia completa, em: https://www.dw.com/pt-br/am%C3%A9rica-latina-vive-m%C3%AAs-chave-nas-urnas/a-50859356

e4

Pompeo feels frustrated and victimized amid impeachment controversy

Pompeo se sente frustrado e vitimado em meio a controvérsia de impeachment

            O secretário de Estado Mike Pompeo ficou frustrado nas últimas semanas com a saída dos principais funcionários do Departamento de Estado e alega que ele não conseguiu defender a ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia, Marie Yovanovitch, de uma campanha de difamação contra ela. Como parte da investigação de impeachment em andamento contra o presidente Donald Trump, Yovanovitch disse que foi acusada com base em falsas alegações apresentadas pelo advogado pessoal de Trump.

Para acompanhar a notícia na integra, acesse: https://edition.cnn.com/2019/10/18/politics/pompeo-frustrated-victimized-impeachment-state-department-departures/index.html

e5

Brexit: Europe’s leaders tune in for Parliament drama

Brexit: líderes da Europa sintonizam drama do Parlamento

           O clima entre os líderes da Europa foi triunfante. Eles fizeram um acordo e, ao deixarem Bruxelas, todos ficaram contentes. Em todas as capitais da Europa, agora todos os olhos se voltam para Westminster, para uma rara sessão no Parlamento para decidir o destino do acordo revisado do Brexit. Eles já estiveram aqui antes. O acordo de Theresa May foi rejeitado três vezes pelos deputados.

Veja a notícia completa, em: https://www.bbc.com/news/world-europe-50094831?intlink_from_url=https://www.bbc.com/news/world&link_location=live-reporting-story

e6

Violence erupts after pro-Catalan general strike in Barcelona

Violência irrompe após greve geral pró-Catalã em Barcelona

        A Catalunha sofreu uma quinta noite consecutiva de tumultos, depois que a violência eclodiu em Barcelona, após uma manifestação pacífica com a participação de mais de 500.000 pessoas em protesto pelas sentenças pesadas proferidas a políticos e ativistas catalães. Houve distúrbios e acusações policiais na Via Laietana, perto da sede da polícia nacional espanhola, mas, assim que a manifestação começou a se dispersar, houve tumultos em torno da Plaça Urquinaona, no centro da cidade.

Para acompanhar a notícia na integra, acesse: https://www.theguardian.com/world/2019/oct/18/catalonia-general-strike-protests-independence

e7

Erdogan warns Kurds as Syria ceasefire gets off to rocky start

Erdogan adverte curdos enquanto cessar-fogo na Síria começa difícil

              O cessar-fogo no nordeste da Síria teve um início difícil na sexta-feira (18), como o presidente turco Recep Tayyip Erdogan alertou que ele retomaria uma operação em larga escala contra as forças curdas se elas não se retirassem de uma “zona segura” da fronteira. Falando a repórteres em Istambul, Erdogan disse que as forças curdas devem se retirar “sem exceção” de uma faixa de 30 quilômetros de profundidade.

Veja a notícia completa, em: https://www.aljazeera.com/news/2019/10/erdogan-warns-kurds-syria-ceasefire-rocky-start-191018183950579.html

 

*Tradução nossa.