s1

França diz que não assinará o acordo UE-Mercosul nas atuais condições

       Elisabeth Borne, ministra do Meio Ambiente da França, alertou que seu país não assinará o acordo alcançado entre a União Europeia e os países do bloco Mercosul nas condições atuais. Emmanuel Macron, presidente da França, afirmou que havia decidido bloquear o acordo comercial entre os blocos e acusou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de mentir ao desprezar os motivos de preocupação com os efeitos e consequências sobre a mudança climática.

Para ler a notícia completa, acesse: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/10/08/internacional/1570567502_599342.html

s2

Indígenas lideram nova passeata contra governo no Equador

         Milhares de indígenas marcharam em Quito, capital do Equador, no sétimo dia de protestos contra o aumento do preço dos combustíveis. As manifestações pedem o fim de um polêmico pacote econômico anunciado como parte de um acordo firmado pelo governo equatoriano com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e que, entre outras medidas, acaba com o fim do subsídio estatal sobre os combustíveis, decisão que revoltou parte da população.

Acompanhe a notícia completa, em: https://www.dw.com/pt-br/ind%C3%ADgenas-lideram-nova-passeata-contra-governo-no-equador/a-50764587

s3

Venezuela denies responsibility for oil spills on Brazil beaches

Venezuela nega responsabilidade por derramamento de óleo nas praias do Brasil

           O governo da Venezuela disse que não era responsável por derramamentos de óleo que contaminaram praias no Brasil, depois que uma autoridade brasileira disse que o petróleo provavelmente era da Venezuela. Em comunicado conjunto, o ministério do petróleo e a companhia estatal de petróleo Petróleos de Venezuela disseram que a PDVSA não recebeu nenhum relatório de clientes ou subsidiárias sobre vazamentos de petróleo perto do Brasil.

Veja a notícia completa, em: https://www.reuters.com/article/us-venezuela-oil-brazil/venezuela-denies-responsibility-for-oil-spills-on-brazil-beaches-idUSKBN1WP21Q

s4

US-China trade negotiators reach preliminary agreement short of a comprehensive deal

Negociadores comerciais EUA-China chegam a um acordo preliminar antes de um acordo abrangente

          Negociadores norte-americanos e chineses chegaram a um acordo preliminar que aliviará as tensões comerciais, mas não chega a um acordo abrangente. O acordo, disse Trump, equivale a uma “festa do amor” após meses de atrito. O secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, que estava na sala, confirmou que “enquanto estivermos documentando isso, não implementaremos o aumento das tarifas que estavam programadas para 25 a 30%” na próxima semana.

Veja a notícia completa, em: https://edition.cnn.com/2019/10/11/politics/donald-trump-china-trade-negotiations-october-deal/index.html

s5

Turkey says Syria push ‘won’t stop’ despite displacement concerns

Turquia diz que pressão da Síria ‘não vai parar’ apesar de preocupações com deslocamento

       Estima-se que 100.000 pessoas tenham fugido de suas casas no nordeste da Síria, disseram as Nações Unidas, enquanto a Turquia continua com sua ofensiva contra combatentes curdos, apesar das crescentes críticas internacionais à campanha e das preocupações de que isso possa resultar no ressurgimento do Estado Islâmico. As autoridades humanitárias alertaram para “mais uma crise humanitária” na Síria, devastada pela guerra.

Para acompanhar a notícia na integra, acesse: https://www.aljazeera.com/news/2019/10/turkey-syria-push-won-stop-displacement-concerns-191011203906046.html

s6

Abiy Ahmed, Ethiopia’s prime minister, wins 2019 Nobel peace prize

Abiy Ahmed, primeiro-ministro da Etiópia, ganha o prêmio Nobel da paz em 2019

        O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, que firmou um acordo de paz com a Eritreia no ano passado, ganhou o Prêmio Nobel da Paz de 2019. O prêmio reconheceu os esforços de Abiy para alcançar a paz e a cooperação internacional e, em particular, sua iniciativa decisiva para resolver o conflito de fronteira com a vizinha Eritreia, disse Berit Reiss-Andersen, presidente do comitê norueguês do Nobel.

Para acompanhar a notícia na integra, acesse: https://www.theguardian.com/world/2019/oct/11/abiy-ahmed-ethiopian-prime-minister-wins-2019-nobel-peace-prize