Image result for mohd rasfan photos about garbage

Felipe Soares – Acadêmico do 5º Semestre do curso de Relações Internacionais da UNAMA

Para a realização de um estudo acerca do lixo, que é um dos maiores problemas ambientais em âmbito mundial, é preciso compreender o seu significado. De uma forma sintetizada, o lixo corresponde a todos os resíduos gerados pelas atividades humanas que são considerados sem utilidade e que entraram em desuso.

O volume de lixo produzido no mundo aumentou três vezes mais do que a população nos últimos 30 anos e é responsável por um dos mais graves problemas ambientais atualmente. Seu volume é excessivo e vem aumentando progressivamente, principalmente nos centros urbanos. Além da falta de espaço para armazenar adequadamente essa alta quantidade de resíduos, a produção descontrolada de lixo traz consequências desastrosas em várias áreas na sociedade desencadeando sérios problemas ambientais, de saúde pública, sociais e econômicos.   

No âmbito internacional, o problema do lixo causa tensões diplomáticas entre os países, como o recente caso da Malásia, que vai devolver centenas de toneladas de lixo para países de origem, medida tomada de forma similar ao do governo das Filipinas, que enviou lixo oriundo do Canadá de volta ao país de origem. Em julho de 2017, a China declarou durante uma reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC) que reduziria as importações de 24 tipos de recicláveis e passaria a cobrar a limpeza mais rígida de vários outros materiais para poder reincorporá-los à indústria. A questão do lixo está diretamente ligada ao modelo de desenvolvimento que vivemos, a qual está vinculada ao incentivo do consumo, pois muitas vezes adquirimos coisas que não são necessárias, e tudo que consumimos produz impactos. 

Para aprofundar esta problemática, destaca-se o teórico de Relações Internacionais Robert Gilpin que é considerado um dos principais representantes do realismo político. Gilpin não considera somente o Estado, mas a Economia como um fator importante, assim, atrelando o fator econômico à globalização, resultando no envolvimento de grandes empresas. As chamadas Corporações Transnacionais é uma marca da globalização que é discutida por Gilpin. Sem desconsiderar a importância do Estado, o teórico afirma que o que move o Estado é o poder força juntamente com a economia, iia discutida acerca da teoria da estabilidade hegemônica, ou seja, nessa questão do lixo estão envolvidos não só atores estatais, mas também as grandes corporações que na lógica do processo econômico acabam produzindo resíduos sólidos que ninguém quer. 

A globalização econômica forneceu alguns desenvolvimentos-chave em comércio, finanças e investimento estrangeiro direto pelas corporações transnacionais. O comércio internacional cresceu mais que a produção econômica global assim como o resultado de toneladas de lixo ao ano. Com a grande expansão do comércio de mercadorias, o comércio em serviços também cresceu, e com a queda nos custos de transporte, mais mercadorias tornaram-se comercializáveis e isso gerou maior competição internacional.

Quando algo é comprado no supermercado, o lixo não é apenas gerado pelo produto em si, pois existe a etapa da produção (cultivo, extração de minérios, transporte e energia) e depois para o consumidor final tem a sacola e o cupom fiscal. Fato desenvolvido e apresentado no documentário “The True Cost” onde ele aborda toda uma problemática em relação à moda, desde os problemas sociais que ela causa aos ambientais. A mudança está indo impiedosamente em direção a uma forma de produção que só se preocupa com grandes interesses comerciais, sustentados por uma publicidade que liga o consumo de produtos a uma mensagem que sugere que as necessidades serão atendidas ao consumi-lo, ou seja, a forma de resolver os seus problemas da vida é através do consumo. 

Os países que antes recebiam os lixos provenientes de outros países estão tomando medidas para não receber mais, medida que causou uma crise global no gerenciamento de resíduos, principalmente os sólidos. As empresas vinculadas às corporações transnacionais encontraram no Sudeste da Ásia nações com regulamentações de importação e controle menos rigorosos, ou até mesmo sem nenhum controle, facilitando assim esse despacho enorme de lixo. Soluções para problemas globais precisam ser pensados coletivamente, portanto, é necessário unir conhecimento e competências além de obviamente, envolver nas discussões os diversos segmentos da sociedade civil global.

Referências:

GILPIN, Robert. A economia política das relações internacionais . Princeton: Princeton University Press, 1987

MORGAN, Andrew. (2015) “The True Cost”. Estados Unidos: Untold Creative; Life Is My Movie Entertainment

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DO BRASIL. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Disponível em   www.itamaraty.gov.br> Acesso em: 10 junho 2019

CARDOSO, Fernanda; CARDOSO, Jean Carlos. O problema do lixo e algumas perspectivas para redução de impactos. Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas, 2016