Destaques Internacionais

Cássio Pereira – Acadêmico do 7º Semestre do curso de Relações Internacionais da Unama

q1

Brasil: Jair Bolsonaro destituyó al polémico ministro de Educación Ricardo Rodríguez

Brasil: Jair Bolsonaro demitiu o controverso ministro da Educação, Ricardo Rodríguez

            O presidente brasileiro Jair Bolsonaro, demitiu na segunda-feira (08) o colombiano naturalizado brasileiro Ricardo Velez Rodriguez, chefe do Ministério da Educação e cuja gestão foi envolvido em muitas controvérsias e causou disputas internas dentro da carteira. A decisão, que o presidente havia sugerido, foi confirmada pelo próprio Bolsonaro através das redes sociais, onde ele anunciou o nome de seu substituto. De acordo com Bolsonaro, o novo chefe do portfólio de Educação é o professor Abraham Weintraub.

Veja a notícia completa, em: https://www.clarin.com/mundo/jair-bolsonaro-destituyo-polemico-ministro-educacion-ricardo-rodriguez_0_SZjOkl1AK.html

q2

Netanyahu’s re-election leaves Palestinians facing bleak future

Reeleição de Netanyahu deixa palestinos enfrentando futuro sombrio

             O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump parabenizou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, por sua vitória eleitoral. Em sua campanha eleitoral, Netanyahu, cujo último governo foi o mais direitista da história de Israel, demonstrou pouco interesse em pacificação. Antes da votação, ele disse que anexaria assentamentos israelenses ilegais se vencesse um quinto mandato. Com o novo governo de coligação propenso a ser ainda mais direitista do que o anterior, os analistas esperam que isso leve a restrições mais duras à vida cotidiana palestina.

Para ler a notícia completa, acesse: https://www.aljazeera.com/news/2019/04/netanyahu-election-leaves-palestinians-facing-bleak-future-190411114850551.html

q3

EU leaders agree to delay Brexit until 31 October

Os líderes da UE concordam em adiar o Brexit até 31 de outubro

        Os líderes da UE concordaram em oferecer ao Reino Unido uma prorrogação do artigo 50 até 31 de outubro, que Theresa May aceitou. Donald Tusk, presidente do conselho europeu, disse que até esse prazo o que acontecerá estará nas mãos do Reino Unido. Pode ratificar o acordo de retirada e sair. Pode mudar de estratégia, ou pode decidir revogar o artigo 50 e cancelar o Brexit. Ele diz que o Reino Unido continuará sendo amigo da UE.

Acompanhe a notícia completa, em: https://www.theguardian.com/politics/live/2019/apr/10/brexit-eu-to-decide-on-uk-extension-live-news?page=with:block-5cae9f478f0852bbb93b5d44

SUDAN-UNREST-DEMO

Soudan : l’armée renverse Bachir et annonce une transition militaire de deux ans

Sudão: Exército derruba Bashir e anuncia transição militar de dois anos

        O presidente Omar Al-Bashir, que governou o Sudão com mão de ferro durante trinta anos, foi derrubado na quinta-feira (11) por um golpe do Exército na esteira de uma revolta popular. Vários países, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia (UE), conclamaram os militares a integrarem civis para uma transição. O ministro da Defesa do Sudão, Awad Ahmed Benawf, foi nomeado chefe do conselho militar de transição, depois de anunciar na televisão estatal a queda do regime e a detenção em um lugar seguro ao ex-líder.

Veja a notícia completa, em: https://www.lemonde.fr/afrique/article/2019/04/11/au-soudan-le-president-bachir-renverse-par-l-armee_5448989_3212.html

q5

Julian Assange, cofundador do Wikileaks, é preso em Londres após Equador retirar asilo diplomático

        A Polícia de Londres prendeu na quinta-feira (11) Julian Assange, co-fundador do site Wikileaks, depois que o Equador retirou o asilo diplomático que lhe oferecia há quase sete anos. O presidente do Equador, Lenín Moreno, confirmou que cancelou o asilo diplomático a Assange, que vivia desde junho de 2012 dentro da Embaixada equatoriana em Londres. Moreno afirmou ter solicitado ao Reino Unido a garantia de que Assange não seria entregue em extradição a um país onde possa sofrer torturas ou a pena de morte.

Para acompanhar a notícia na integra, acesse: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/04/11/internacional/1554975440_843068.html

q6

Declassified U.S. Documents Reveal Details About Argentina’s Dictatorship

Documentos americanos revelam detalhes sobre a ditadura argentina

       O esquadrão de assassinato criado pela ditadura militar argentina para alvejar dissidentes durante a década de 1970 tinha, como outros programas estatais, suas próprias regras burocráticas. A troca de mais de 7.500 registros que os Estados Unidos entregaram formalmente ao governo argentino na sexta-feira (12) como parte de um acordo fechado durante os últimos meses do governo Obama, é uma das maiores transferências de documentos desclassificados de um governo para outro.

Veja a notícia completa, em: https://www.nytimes.com/2019/04/12/world/americas/argentina-dictatorship-cia-documents.html

 

*Tradução nossa.

via Destaques Internacionais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s