img_797x448$2018_09_30_09_54_53_413819Bruna Haddad – 5° semestre de Relações Internacionais da Unama

Na quarta e quinta da presente semana (27 e 28 de Fevereiro), ocorrerá a segunda reunião entre os líderes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte, em Hanói, capital do Vietnã. O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, iniciou sua viagem de trem no sábado (23). Já o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, embarcou nesta segunda-feira (25), no avião presidencial norte-americano, o Air Force One.

A primeira reunião entre os dois presidentes aconteceu, em Singapura, em Junho de 2018, e teve como temática central a desnuclearização da Coreia do Norte. O encontro despertou a atenção do mundo, pois sinalizou um possível fim das relações conturbadas entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte.

Em 2017 e 2018, os dois líderes trocaram provocações e ameaças, inclusive por redes sociais. Convém relembrar que às animosidades se tornaram mais intensas em 2017, quando a Coreia do Norte começou a realizar de forma mais recorrente, testes balísticos e nucleares. Fruto do encontro de Singapura, em meados de 2018, Donald Trump e Kim Jong Un assinaram uma declaração sobre o compromisso da eliminação do arsenal nuclear na península coreana. Em contrapartida, os Estados Unidos prometeram interromper os exercícios militares que estavam sendo realizados na península, com a Coreia do Sul.

Contudo, o primeiro documento assinado não estabeleceu cronogramas ou metas para o processo de desnuclearização. Portanto, o segundo encontro entre os líderes traz, para a comunidade internacional, certa expectativa para a assunção de compromissos mais concretos da Coreia do Norte.

Esse cenário nos remete a teoria neorrealista defendida por John Mearsheimer. Os teóricos neorrealistas centram suas análises no Estado, compreendido como ator unitário do sistema internacional e na premissa da inevitabilidade da guerra.

Assim, a corrente do realismo ofensivo de John Mearsheimer entende que é necessário o Estado demonstrar a sua capacidade bélica, pois ela está diretamente ligada ao poder de um Estado. Nesse sentido, o ponto essencial para garantir a sobrevivência estatal, no sistema anárquico, não é somente se armar para se defender (ideia sintética do realismo defensivo), mas sim mostrar para os demais Atores, o poderio bélico de ataque.

Percebe-se que o presidente da Coreia do Norte conseguiu chamar atenção dos Estados Unidos e do mundo como um todo, mediante a demonstração da capacidade do seu arsenal nuclear. Após, reiteradas provocações de ambos os lados, houve certo apaziguamento, culminando em um encontro histórico dos representantes dos países. Esse foi o primeiro encontro entre um líder dos Estados Unidos e um líder da Coreia do Norte.

Esse novo panorama das relações entre o estado americano e o estado norte-coreano, com uma segunda reunião prestes a ocorrer, reflete claramente a agenda principal do Estado, dentro do pensamento do realismo ofensivo, a segurança estatal.
Referencias

Riuc, G. Trump x Kim: relembre a novela que antecedeu a cúpula histórica. Exame, São Paulo, 11 Junho 2018. Disponível em: <https://exame.abril.com.br/mundo/trump-x-kim-relembre-a-novela-que-antecedeu-a-cupula-historica/> Acessado em 26 de fevereiro de 2019

Monge, Y. Casa Branca anuncia segunda reunião de Trump e Kim Jong-un. El País, Washington, 19 Janeiro 2019. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/brasil/2019/01/18/internacional/1547847461_353157.html> Acessado em 26 de fevereiro de 2019

Kim Jong Un atravessa a China para reunião com Trump. Estado de Minas, 24 Fevereiro 2019. Disponível em: <https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/02/24/interna_internacional,1033319/kim-jong-un-atravessa-a-china-para-reuniao-com-trump.shtml> Acessado em 26 de fevereiro de 2019

Donald Trump embarca rumo ao Vietnã para segundo encontro com Kim Jong-un. G1, 25 Fevereiro 2019. Disponível em: <https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/02/25/donald-trump-embarca-rumo-ao-vietna-para-segundo-encontro-com-kim-jong-un.ghtml> Acessado em 26 de fevereiro de 2019

Carrazai, E. H. Kim e Trump assinam declaração que prevê desnuclearização da península Coreana. Folha de São Paulo, Washington, 11 Junho 2018. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2018/06/trump-e-kim-se-cumprimentam-no-1o-encontro-entre-lideres-de-coreia-do-norte-e-eua.shtml> Acessado em 26 de fevereiro de 2019

MEDEIROS, Marcelo de Almeida (Org.). Clássicos das Relações Internacionais. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 2011.

NOGUEIRA, João Pontes. Teoria das Relações Internacionais: correntes e debates. 15.ed. Rio de Janeiro: Elsivier, 2005.